domingo, 30 de outubro de 2016

#Sem_Desculpas


Após este empate em Setúbal penso que faz sentido nós nos questionarmos acerca de certas escolhas do nosso treinador e perguntar o porquê de alguns não servirem nem para a Taça de Portugal.

Herrera 

Em todos os jogos já feitos em 2016/2017 não me lembro de um jogo bom deste mexicano. Todos os jogos ele esteve apagado e não fazia aquilo que lhe competia: transportar jogo. Até agora tem sido uma nulidade completa. Por mim ficaria no banco nos próximos jogos. 


João Carlos Teixeira 

Até agora não jogou na equipa principal. O que me leva a perguntar o porquê da sua contratação. "Ah e tal é um jogador que é adepto e tal". Até pode ser um adepto do Porto tal como ele o disse na sua apresentação mas o que é certo é que o jogador até agora não conta para NES. Será culpa do treinador ou também do jogador? Fica a dúvida no ar.

Brahimi 

Brahimi só serviu para a equipa depois de fechar o mercado de transferências. Até 31 de agosto,Brahimi era um jogador banal e mais não sei o quê,mas depois disso passou a ser convocado todos os jogos e a ser lançado de início nos jogos. Frente ao Arouca teve um lance magistral culminado no terceiro golo portista. Mas a dúvida que todos querem ver desfeita é: Brahimi é para se valorizar ou para ser mais um no plantel? 


7 pontos perdidos fora de casa

3 em Alvalade,2 em Tondela e 2 em Setúbal. Se o Porto tivesse ganho os jogos ao Tondela e ao Setúbal o fosso entre o 2º e o 3º seria muito maior. E as contas para a liderança já seriam mais fáceis de se resolver. O Porto ficaria com 24 pontos e o Benfica com 25. Ou seja entraríamos em campo no próximo domingo apenas com 1 ponto de desvantagem e em caso de vitória assumiríamos a liderança isolada da Liga. Curioso não é? 

Os próximos jogos

Club Brugge e Benfica são dois jogos que podem perfeitamente decidir a época. Em caso de vitórias a luta pelos oitavos e pelo campeonato continua perfeitamente em aberto e as esperanças são mais do que muitas. Esperemos um Dragão cheio de gente a apoiar a equipa do início ao fim e dentro do campo 11 guerreiros para combater os terroristas de Brugge e o Estado Lampiânico. 

É para ganhar Porto,para ganhar! 

SEGUE-NOS NO FACEBOOK (Cliquem