segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Análise detalhada ao percurso da Juventus nos últimos anos

Juventus defronta esta quarta-feira o FC Porto no Dragão
A Juventus vem quarta-feira a Portugal para defrontar o FC Porto na primeira-mão dos 1/8 de final da Champions. Neste artigo vou recordar melhor a história do pentacampeonato da Juventus e também das boas prestações europeias que o clube de Turim conseguiu nos últimos anos.


2011/2012 - A época do primeiro título e com apenas uma derrota


A época 2011/2012 foi marcada pela mudança de treinador na Juve. António Conte pegava numa equipa que na época transacta havia ficado em 3º lugar na fase de grupos da Liga Europa e em 7º no Calcio,ficando assim de fora das provas da UEFA no ano seguinte. Conte foi buscar Andrea Pirlo ao AC Milan e também alguns jogadores para atacar em força o campeonato. Durante o ano, a luta entre AC Milan e Juventus era fervorosa e a turma de Turim chegou á 37ª jornada em Palermo sem qualquer derrota na temporada. Foi aí que o título ficou selado com uma vitória por 2-0 e a festa estava de volta a Turim. No último jogo da época,na final da Taça de Itália,o Nápoles derrotou por 2-0 a campeã e deu-lhe a conhecer o sabor da derrota pela primeira e última vez naquela época fantástica.


Del Piero festeja o último título com a camisola da Juventus antes de partir para a Austrália

A época seguinte marcava o regresso da Velha Senhora á Liga dos Campeões e logo no grupo do Chelsea,o campeão europeu em título. O Shakthar Donetsk e o Nordjylland da Dinamarca compunham o resto do grupo. O começo foi complicado com 3 empates consecutivos mas na 4ª jornada, a Juve goleia os dinamarqueses por 4-0 e o sonho continua vivo. Depois o Chelsea,então campeão europeu,desloca-se a Turim e sai de lá vergado com uma derrota por 3-0 o que afastava fortemente as probabilidades dos blues seguirem em frente na prova. Por outro lado a Juve dependia de si própria para assegurar a qualificação e o primeiro lugar do grupo. Assim o foi com mais uma vitória,desta vez na Ucrânia frente ao Shakthar. Juve apurada para os oitavos da competição.

 A equipa italiana já havia vencido a Supertaça de Itália frente ao Nápoles num grande jogo de futebol que acabou 4-2 após prolongamento. No campeonato o início foi de sonho com vitórias atrás de vitorias,só que o Inter de Milão pôs fim a essa série de jogos sem perder. Vitória dos Milanenses por 3-1 e ao fim de 50 jogos na Serie A,a turma de Conte caiu. Voltando á Champions,o Celtic de Glasgow (que eliminou o Benfica) foi o adversário da Velha Senhora. Na primeira mão na Escócia vitória tranquila dos italianos por 3-0 e na segunda mão outra vitória desta feita por 2-0. No total 5-0 e a Juventus continuava a sua caminhada rumo á final em Wembley.

Só que o adversário foi o Bayern de Munique que se viria a sagrar campeão europeu frente ao Borussia de Dortmund. A Juve foi eliminada no total por 4-0 e o sonho europeu morria ali. No campeonato a equipa não parava e o título do bicampeonato surgiu á 35ª jornada frente ao Palermo em casa. Arturo Vidal converteu uma grande penalidade e deu assim o bicampeonato á velha senhora.

Buffon levanta mais um "Scudetto"

Em 2013/2014 a responsabilidade aumenta mais sobre a Velha Senhora. A final da Liga Europa realiza-se no seu estádio mas a turma de António Conte quer progredir na Champions. Contudo, a equipa italiana é eliminada na fase de grupos da Liga dos Campeões e a turma de Turim quer agora o título europeu em sua casa. O caminho até á meia-final foi teoricamente fácil só que nas meias-finais um super-Benfica travou os sonhos transalpinos e arrumou com a Juve. Sonho perdido e a equipa volta a conquistar o campeonato italiano. Em 38 jogos a Juventus somou 33 vitórias,3 empates e 2 derrotas,tendo conseguido alcançar os 102 pontos na Liga.

A equipa da Juventus somava o tricampeonato e o interesse de gigantes europeus por Bonnuci,Vidal,Pogba entre outros era cada vez maior. No entanto a equipa mantém as pedras nucleares mas no final da época há um conflito entre a SAD e o treinador. Conte rescinde e dá o lugar a Massimiliano Alegri que já havia sido campeão pelo rival AC Milan.

Juventus celebra o tricampeonato 
Em 2014/2015 a Juventus consegue de novo o campeonato e soma o Tetra e na final da Champions é derrotado por 3-1 frente ao poderoso Barcelona. Mais uma vez o campeonato é um passeio autêntico e na Champions a turma transalpina elimina o campeão europeu Real Madrid nas meias-finais. Uma estreia de sonho para Allegri que assim somava pontos no Calcio. 


A prestação nas provas internas é mais uma vez irrepreensível com uma larga vantagem sobre toda a concorrência. 












Carlitos Tévez e a sua equipa desolados após derrota em Berlim frente ao Barcelona

Antes de passar para o jogo propriamente dito na quarta-feira quero apenas deixar alguns dados estatísticos da Juventus desde 2011/2012 até 2015/2016. As percentagens de vitórias,empates e derrotas são de TODAS AS COMPETIÇÕES 

2011/2012 - 60,47% de vitórias  -    37,21% de empates  -  2,33% de derrotas 
2012/2013 - 66,04% de vitórias -     18,87% de empates  - 15,09% de derrotas
2013/2014 - 74,55% de vitórias -     14,55% de empates  - 10,91% de derrotas    
2014/2015 - 64,91% de vitórias -     22,81% de empates -  12,28% de derrotas
2015/2016 - 71,15% de vitórias -     13,46% de empates -  15,38% de derrotas

TOTAIS:    PERCENTAGEM DE VITÓRIAS = 67,424 = 67%
                PERCENTAGEM DE EMPATES =  21,38 = 21%
                PERCENTAGEM DE DERROTAS = 11,198 = 11% 

O presente



Plantel da Juventus 

Numa só imagem está presente o plantel da Velha Senhora. Na frente jogadores como Higuaín,Dybala ou até Pjaca são as armas a conter na quarta-feira. Por último destaco a defesa transalpina onde atua o "nosso" Alex Sandro.

Vamos Porto!