sábado, 3 de novembro de 2018

3 pontos ao som do bailinho

Jogo difícil na Madeira e três pontos suados. Talvez seja esta a frase que defina a história desta jogo dos campeões nacionais nos Barreiros. Fruto disso foi a postura 100% defensiva da turma insular que apenas e só procurou defender o 0-0 e jogar para o "pontinho".


Otávio,uma das figuras do jogo

Antes de irmos aos destaques,apenas tocar neste tema: a mediocridade do nosso futebol. Hoje foi mais um exemplo daquilo que é o futebol português. Hoje vimos uma equipa que entrou em campo a jogar num sistema de 5 defesas. Sim,leram bem. 5 defesas. Durante toda a primeira parte o FC Porto não acertou com a baliza de Amir muito por culpa deste sistema ultra-defensivo e impenetrável que Cláudio Braga implementou. Dou mérito pela forma como anulou o ataque portista mas começou a tecer cada vez mais críticas ás equipas que adoptam este tipo de comportamentos: bloco baixíssimo,constantes demoras nas reposições de bola e jogadores a simulares falta que mais parecem faltas gravíssimas e por consequência disso,muitas paragens no jogo,quebrando o ritmo. Posto isto vamos lá aos destaques dos nossos jogadores: 




Óliver Torres (+) - Mais uma enorme exibição do espanhol. Já frente ao Feirense tinha sido decisivo no que toca a % de passes efetuados com sucesso. Hoje, o jovem médio somou 1 passe para finalização, dois dribles completos em três possíveis,92% de eficácia no passe e ainda 14 recuperações de posse. Enorme! 

Otávio (+) Entrou,viu,marcou e assistiu. Otávio foi a chave deste jogo. O brasileiro foi absolutamente fulcral nesta vitória e para isso muito contribuíram a sua eficácia no passe (88%) e dois passes para finalização (um deles acabou em golo).

Duelos ganhos (+) A postura "agressiva" do Porto de 17-18 está para ficar. Hoje verificou-se isso mesmo. 44 duelos ganhos contra 39 do Marítimo. 




Postura madeirense (-) Como já foi falado em cima,esta postura defensiva condicionou e muito a estratégia do FC Porto. Na primeira parte vimos mais um jogo para adormecer do que para entreter. 

Tiquinho Soares (-) Noite menos para Tiquinho. Em todos os cruzamentos para a área deixou-se sempre antecipar por Zainadine. A única ação positiva foi a de ter conquistado o penalty que Marega desperdiçou.

Sem comentários:

Publicar um comentário