quinta-feira, 19 de julho de 2018

A necessidade de reforços



Neste momento é por demais evidente que faltam reforços para o plantel do campeão nacional,ponto. Faltam chegar dois centrais e se possível de qualidade e que colmatem as saídas de Marcano e Reyes. Chidozie por muito que digam que tem um futuro risonho á sua frente e blá blá blá,foi no jogo com o Portimonense uma autêntica avenida para os dianteiros algarvios. Não tem estatuto para jogar no FC Porto. Aliás,Sérgio Conceição no final da partida,afirmou que "haviam 6 jogadores que não tinham qualidade e capacidade para jogar no FC Porto". E muito sinceramente,Chidozie parece-me ser um deles.

Nenhum adepto se pode iludir (de novo) que a conquista do bicampeonato será de novo com o curto plantel que venceu o de 2017/2018. Desenganem-se minha gente! Que ninguém se iluda que neste momento temos plantel para atacar todas as competições,só porque goleamos o Varzim,o Espinho e a Académica em jogos-treino. Isso vale absolutamente zero.

O grupo está longe de estar fechado quando a possíveis entradas e o mesmo se pode dizer em relação ás saídas. Há por certo jogadores que vão deixar o Dragão ainda antes de 31 de agosto.

José Sá (Guarda-Redes)
O internacional sub-21 português não tem lugar garantido no plantel de 2018/2019. Aliás,no jogo com o Portimonense,Sá nem sequer esteve presente no banco. Um sinal que a sua saída poderá estar próxima. O jogador começou a seguir os turcos do Besiktas na rede social "Instagram",o que pode ser um indício forte da saída do Dragão.









Hernâni(extremo) 
O extremo portista nunca foi aposta contínua na última temporada,apesar de ter estado em destaque no Vitória de Guimarães. Marcou um golão na Taça de Portugal mas para o campeonato nunca teve grande relevância e só a espaços tinha alguns minutos de jogo. A saída a título definitivo é uma hipótese,e até porque a idade vai avançando e o extremo não se consegue impor.








Waris (avançado) 
O avançado ganês contratado ao Lorient por empréstimo na temporada passada,é reforço para o ataque portista. O contrato de cedência,envolvia uma opção de compra obrigatória pelo FC Porto no valor de 6 milhões de euros. E aí está. Waris é jogador do FC Porto mas a sua permanência no plantel ainda não é certa. Tem a concorrência de Soares,Aboubakar e de André Pereira,que tem mostrado dotes de goleador nesta pré-época.








Fabiano (guarda-redes)
O guardião brasileiro voltou a vestir a camisola do FC Porto passados 3 anos,após o desastre de Munique. Jogou 10 minutos em Guimarães e sagrou-se também ele,campeão nacional pelos dragões. Teve lesões recentemente e parte atrás de Casillas e Vaná na hierarquia de guarda-redes. Uma nova cedência ou uma saída definitiva são cartas em cima da mesa.








Chidozie (Defesa-central)
O central nigeriano como foi referido em cima,cometeu vários erros no jogo com o Portimonense. O alarme da defesa está instalado na cabeça de Conceição e provavelmente Chidozie é carta fora do baralho. A saída em definitivo seria o melhor para ambas as partes. 










Saidy Janko (Lateral-Direito)
O lateral que chegou do Saint-Etiéne também não entra nas contas de Sérgio Conceição. Aliás,o próprio treinador não deu o aval para a sua contratação e por isso o suiço deverá ser cedido a outra equipa. 










Adrián López (extremo)
O extremo espanhol tarda em justificar os 11 milhões investidos em 2014. Passou por já por vários empréstimos a clubes espanhóis mas nenhum deles exerceu a opção de compra. Marcou golos em jogos-treino mas frente ao Portimonense teve um lance claro de golo,e desperdiçou. Tem novas oportunidades frente ao Lille,Everton e Newcastle e só depois desses jogos é que se resolverá a sua situação. 








Paulinho (médio ofensivo)
Paulinho chegou em janeiro vindo do Portimonense emprestado com opção de compra obrigatória. O FC Porto comprou-o mas a verdade é que não teve muitos minutos para mostrar o que vale. Como muitos outros é uma incógnita a sua permanência no plantel. 





O setor mais deficitário 

A linha defensiva dos dragões sofreu um abanão enorme. Diogo Dalot,Ricardo Pereira,Marcano e Reyes deixaram o clube. Sobram Maxi,Felipe e Telles. Chidozie e Diogo Leite não dão garantidas de estabilidade e segurança pelo que é necessário reforços e com qualidade. Mbemba e Militão estão próximos de ser fechados e esperemos nós que isso se concretize.