terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Dar cabo da nota - Parte II


Todos estão recordados que Rui Costa,árbitro da AF Porto teve o maior "baixamento" de uma nota passando de 3.5 para 2.0. De facto,é uma descida enorme e nessa altura quando o escândalo dos e-mails rebentou,os especialistas de arbitragem nos jornais e nas TV´s disseram que para haver tal descida,o árbitro teria de ter feito uma exibição mais do que desastrosa. O que no caso não se verificava.

O jogo que Rui Costa arbitrou foi o FC Porto 2-1 Benfica da 30ª jornada da Liga 13/14. Recordo aos leitores que neste jogo,o Benfica já era campeão,mas no entanto sentiu-se bastante prejudicado com o árbitro do jogo. Rui Costa errou ao assinalar uma grande penalidade a favor do Porto e isso foi motivo para a nota descer o que desceu. 

Mas deixo-vos na mesma com o print do e-mail da descida da nota...


Como podem ver,Nuno Cabral comunica a decisão da descida da nota a Pedro Guerra.

João Capela,mais um que "brincou" com o Benfica


Neste e-mail, Paulo Gonçalves comunica a João Gabriel que a nota do árbitro do jogo Marítimo-Benfica da época 2010/2011 foi 2.4,o que nos faz supor que houve descida drástica relativamente á nota inicial. O árbitro desse encontro foi João Capela,o tal que foi protagonista do Benfica-Sporting de 2013 (talvez pela descida de nota,fez o serviço que fez).

Nesse jogo,o juiz errou ao não assinalar um penalti claro a favor do Benfica e porque exibiu mal a cartolina amarela a Fábio Coentrão. 

E o Benfica é isto. Uma teia de interesses obscuros e que se baseia na corrupção e em tráfico de influências...